A Justiça vem de Deus

Justiça de DeusVocê mui provavelmente já teve uma ou mais vezes um surto absurdo por “Justiça pelas próprias mãos”? Porém, este caminho é o mais terrível, ilusório e mentiroso; é sofrer duas vezes, é ter todos os dias o peso de sua vingança não saciada, pois toda JUSTIÇA vem ou deve vir de Deus, o Justo Juiz.

Paulo passou por isso várias vezes. Numa delas ele nos narra sobre o problemático causador de tumultos e injustiças. “Alexandre O Latoeiro “ II Tm 4.14. Neste trecho bíblico vemos o apóstolo Paulo, colocando nas mãos de Deus toda justiça causada pelas mãos do injusto, Alexandre. Na verdade, todo mal causado pela injustiça é um sentimento que nos deparamos todos os dias, e combatemos independente de serem no campo religioso ou em qualquer esfera da sociedade, injustiças e percalços todos passam por isso.

Quando nos manifestamos em prol da dor de alguém, e saímos fora às ruas gritando pela justiça de terceiros, isso nos torna solidários e cheios de compaixão ao próximo. Mas quando quem passa pela “DOR” somos nós, daí é que sabemos a real dor da injustiça. Assim temos uma pitada do que sofreu de forma injusta nosso Cristo Salvador, pois “in loco” cada um de nós tem Cristo ou não temos nada Dele quando não sabemos sofrer os danos.

Um dia o Saulo, injusto e implacável perseguidor, precisou experimentar a justiça de Deus e ao mesmo tempo suas ricas misericórdias, para que quando passasse por isso, não revidasse mas, compreendesse que são tão latentes e verdadeiras as palavras de Cristo que diz: “No mundo tereis aflições, tende bom animo…”. Agora ele já como Paulo passando pelos males de Alexandre, justo ele que no passado fazia outros sofrerem com suas implacáveis e desumanas perseguições, agora sente um pouco das mais variadas dores dos injustiçados e vive o que Pedro disse: “Amados não estranheis a ardente prova que vem sobre vós, como se coisa estranha vos acontecesse… antes alegrai-vos… por ser participantes das aflições de Cristo”. Pe 4.12 a seguir.

Deixe Cristo ser seu Juiz, deixe nas mãos Dele toda injustiça causada pelos que te rodeiam. Se Deus não guardar a casa, em vão serão os defensores que você colocara. Se você em tudo quiser se defender, Deus em quase tudo vai se calar… Mas se você se calar em quase tudo, Deus vai te defender.

De uma prisão de ROMA, Paulo incentiva seu filho na fé Timóteo a seguir seu exemplo e ficar firme com Cristo independente dos “Latoeiros” no caminho. Pregue meu filho (ou seja) a tempo e fora de tempo, em prol ou contra, viva a Cristo e suas ordenanças. Não fique e mercê de vinganças, deixa tudo que passas nas mãos de Deus, Ele sim tem todo poder e presciência dos fatos e Seus atos são retos, puros e justos. Vamos nós também em pleno mundo INJUSTO e caótico viver uma vida de desejar o bem a todos, assim poderá ver o bem de Deus em nós. “O desejo dos justos é tão somente para o bem, mas a esperança dos ímpios é criar contrariedades.” Provérbios 11:23.

Siga com atenção estas instruções:

1) Cuidado com velho homem – Sua natureza humana pode piorar sua situação quando tentas fazer justiça com as próprias mãos. Confiar e esperar no Senhor, sempre foi e será o melhor remédio nas horas das irritações, iras e desejo de vingança. Sua mão pode complicar o que a mão de Deus começou a ajeitar. Não te precipite, faça como Paulo, ainda que cheio de dores, provas e diante de juízes e acusadores, disse: “Deus me livrou da boca do leão…” II TM 4.17.

2) Parar nunca, desistir jamais – Somente os covardes é que deixam a cruz, por conta das injustiças humanas. Quem te escolheu foi Jesus, quem te salvou foi Ele, quem vai te dar um céu de gozo na eternidade é o Teu Remidor. Não desista, insista; chorando ou gemendo, orando, louvando em pé ou de joelho, sua prova de Jó vai passar pois a Bíblia diz que Ele não dá prova, sem antes já planejar o escape, pra que possamos suportar. (I Cor 10.13)

Uma grande lição encontramos aqui. Nada de justiça a todo custo, ou retaliações ferrenhas pra cima dos que conosco promovem injustiça. Seu socorro vem do Alto, vem do Senhor, vem do Justo Juiz. Ele vai se encarregar de retribuir a cada um segundo suas ações. Meu Ideal (cristão) deve estar acima da minha realidade (coração), perdoando certas ocasiões ou pelo menos, respirando, acalmando e tentando, nem que seja pra mudar de casa ou cidade, mas praticar uma vida piamente justa, deixando Deus na posição Dele, de: Advogado/Juiz. Não serão as contingências que vão tirar de sua identidade cristã, até hoje alcançada com tanto empenho, a serenidade, sabedoria e temperança. Confie no Senhor e viva a cada dia esta carreira que Ele propôs. (Hb12.1)

Nesta guerra, você só vence se deixar Deus lutar e te justificar.

II Tm 4.7 “Combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé”.

This entry was posted in and tagged , . Bookmark the permalink.